Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Saidinha da casca

O blog pessoal de uma aprendiz da vida. Espaço de partilha de devaneios, teorias sensacionalistas, gostos, ideias, curiosidades e opiniões pertinentes sobre tudo, nada e mais um pouco.

Saidinha da casca

O blog pessoal de uma aprendiz da vida. Espaço de partilha de devaneios, teorias sensacionalistas, gostos, ideias, curiosidades e opiniões pertinentes sobre tudo, nada e mais um pouco.

Dicas para universitários à procura de casa

A época que se segue é de ansiedade para os jovens, é muita mudança e informação ao mesmo tempo para quem vai cair de pára-quedas num mundo novo. Eu quando fui para a universidade tinha muito pouca noção das coisas, fiz tudo na base da intuição e safei-me. Já não sou principiante nestas andanças da preparação da mudança para a universidade, mas este ano a experiência não me ia livrando de problemas na escolha da casa. Futuros caloiros ou pais deixo algumas dicas que podem ser úteis na tarefa de encontrar um novo ninho, não é uma ciência exata, valem o que valem.

 

 

Para quem fica colocado na universidade pela primeira vez e vai à procura de casa, façam-no o mais antecipadamente possível, logo a seguir à divulgação dos resultados, porque não se iludam, é uma corrida, vem sempre gente atrás e à frente, quem não fica logo com a casa que gosta às vezes perde-a. A celeridade aplica-se para fazer as matrículas, há sempre muita gente e o processo ainda é demorado. Eu como sou de longe no primeiro ano fiz tudo, foi muito cansativo, mas é possível.

 

b7b5048a-d255-11e4-a92f-12716a182fc8.gif

 

 

A oferta de alojamento particular é muito variada, é necessário pensar primeiro no que se pretende. Os apartamentos são normalmente uma opção mais cara, mas caso hajam amigos com quem dividir a renda, e dependendo do número de quartos pode ficar mais barato. Os quartos para alugar obviamente  dão acesso a todas as restantes divisões da casa, wc, cozinha, sala (caso exista, o que é raro porque normalmente são transformadas em casas). Os estúdios são ideais para uma pessoa só, porque no espaço amplo não há privacidade, os preços rondam o dos apartamentos, claro.

 

Monsters-University.gif

 

 

Para além do tipo, os preços dos alugueres dependem fortemente da localização, a proximidade à universidade, aos transportes públicos, serviços, centro da cidade. Diminuem se os senhorios não passarem recibos, caso não precisem deles a poupança pode ser de cerca de 40-50€. Há que pensar no todo e ter em conta o valor gasto nas despesas (água, luz, gás, internet), por experiência própria, em média rondam os 30€.

 

tumblr_mk2q07eQhG1s7dgwgo1_400_zpsfc28f9bb.gif

 

 

Fazer uma pesquisa prévia na internet pode ser muito útil. Os anúncios que dão a melhor perceção da oferta disponível de antemão, têm a vantagem de poder marcar uma visita a jeito e poder ter noção dos preços. O Google Maps é a ferramenta ideal para quem não conhece bem a nova zona, o melhor é procurar o nome e localização das ruas mais próximas à universidade e onde se localizam os locais de maior interesse, mercados, farmácias, restaurantes, ... Tem aquela maravilhosa ferramenta das direções que indica a distância de dois lugares e o tempo que demora a percorrê-la, porque no mapa tudo parece muito longe e assim temos uma melhor noção do que é realmente longe ou perto.

 

dxcfhgjhbjn.gif

 

 

As universidades, na associação de estudantes ou núcleos dos cursos, costumam ter alguns anúncios de quartos disponíveis, e os estudantes mais velhos dizem logo a partir de que preço o aluguer já "é um roubo" (a mim disseram-me assim a direito no primeiro ano).

 

12-White-Chicks-quotes.gif

 

 

É preciso prestar atenção a todas as portas e janelas porque se em muitas estão os anúncios numa folha A4 noutras estão quase cartões de visita. com uma letrinha minúscula.

 

sSRjF25.gif

 

 

Estudantes, levem sempre outra pessoa para dar um ponto de vista diferente, de preferência a mãe, porque mais ninguém vai fazer observações e colocar dúvidas e receios tão pertinentes. Nos exemplos incluem-se "para aqui é muito longe e depois como fazes para trazer a mala", "esta rua é muito escondida e não tem luz, não tens medo de vir para aqui à noite", ou coisas muito mais específicas "a portada não dá bom isolamento ao quarto, era melhor um só com janela", "terá sítio para estenderes a roupa", são todas considerações muito pertinentes que normalmente não nos ocorrem.

 

tumblr_inline_mlmgvp9nmp1qz4rgp.gif

 

 

 

A parte boa de estar longe de casa é que nos faz perceber o quanto a nossa casa e família significam para nós, passamos a aproveitar ao máximo os fins-de-semana. Se não for para recordar os tempos da vida fácil ao menos serve para suavizar a nova, com as comidinhas da mãe, roupa lavada e bem passada a ferro, alguns petiscos pré feitos e dinheiro extra estamos prontos para enfrentar o inicio da semana na outra casa.

 

 

635613033257915401-753424506_87341-theres-no-place

 

 

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.