Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Saidinha da casca

O blog pessoal de uma aprendiz da vida. Espaço de partilha de devaneios, teorias sensacionalistas, gostos, ideias, curiosidades e opiniões pertinentes sobre tudo, nada e mais um pouco.

Saidinha da casca

O blog pessoal de uma aprendiz da vida. Espaço de partilha de devaneios, teorias sensacionalistas, gostos, ideias, curiosidades e opiniões pertinentes sobre tudo, nada e mais um pouco.

O cliente não recebe o que quer só que convém

Ontem fui às compras ao Pingo Doce, o estabelecimento comercial mais próximo da Praça da República em Coimbra, porque de resto nem uma misera mercearia. Queria fiambre e queijo, mas como esta semana fico cá poucos dias, não tenho muito tempo para comer tudo, o bastante conteúdo das embalagens iria estragar-se mais rapidamente. Então decidi tirar a senha para a charcutaria. Pedi muito explicitamente cinco fatias de queijo Limiano e quando com alguma rudeza na voz a funcionária me perguntou se queria fiambre pedi de peru da Isidoro. Quando cheguei a casa, enquanto guardava as coisas li o que dizia na etiqueta de cada um, queijo mimosa e fiambre pingo doce. Eu bem que pensei, então mas o queijo não costuma ser redondo, hum se calhar o de fatiar é mesmo retangular, também quando vi a funcionária a pegar em fiambre que pelo aspeto me parecia ser da perna perguntei se tinha a certeza que era aquele, mas era, o do lado, de muito melhor aspeto semelhante ao de peru afinal era de frango, meia desiludida, aceitei o que achei ter pedido. Mesmo que não houvesse as marcas que pedi especificamente era obrigação da funcionária dizer-mo para que pudesse escolher de entre o que houvesse e não dar-me o que ela queria a seu belo prazer. Ou o que eu penso que realmente aconteceu foi que a senhora não se quis incomodar a ter de partir o que eu tinha pedido e porque sou nova achou que devia ficar com o que ela me decidisse dar, sem direito a esquisitices. Confiei na senhora porque até à data nunca me tinham enganado.    

 

O Pingo Doce é bem capaz de ser agora o supermercado mais detestado por mim, qualidade duvidosa dos frutos e legumes com alfaces embaladas a escorrer água (que mostra que são mais propicias a ter bichinhos escondidos entre as folhas), cenouras partidas, rachadas e secas e uvas esmagadas, foram as piores coisas que já me passaram pelas mãos e agora também uma funcionária desrespeitosa, preguiçosa, antipática e incompetente. Da próxima vez só me aproximo da charcutaria em necessidade extrema e de olhos bem abertos para não admitir mais trapaça. Pingo Doce, está mais é para Pingo Azedo!

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.