Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Saidinha da casca

O blog pessoal de uma aprendiz da vida. Espaço de partilha de devaneios, teorias sensacionalistas, gostos, ideias, curiosidades e opiniões pertinentes sobre tudo, nada e mais um pouco.

Saidinha da casca

O blog pessoal de uma aprendiz da vida. Espaço de partilha de devaneios, teorias sensacionalistas, gostos, ideias, curiosidades e opiniões pertinentes sobre tudo, nada e mais um pouco.

Super Bowl ou Super Show

 

 

No Domingo os Estados Unidos pararam para assistir a final do 50º campeonato da Super Bowl. Para mim o desporto não é o foco da data. Mas sim o espectáculo do intervalo que em alguns anos anteriores supera a audiência da partida. Os Coldplay abriram o show com "viva la vida" numa actuação pra lá de fofinha com crianças a acompanhar em violino. Um ambiente floral foi o pano de fundo para a banda britânica. Até as roupas do Chris Martin pareciam ter uma inspiração mais alegórica (talvez porque vem aí o Carnaval), mas achei um bocadinho para o foleiro. Bruno Mars trouxe o "Funk" e abriu caminho para Beyoncé, vulgo Queen B. A diva abriu a performance com a interpretação do novo tema "Formation" pela primeira vez ao vivo. Realmente num golpe de marketing o tema foi divulgado esta semana para os fãs acompanharem a actuação com a letra na ponta da língua. E que melhor publicidade poderia a cantora desejar para além de um evento à escala global como plataforma de divulgação. O despique que opôs as "ladies" da cantora aos "fellows" do Bruno foi do melhor. No final performances de outros artistas foram recordadas. Confesso que só me ficou a faltar um bocadinho de dueto da miss Carter com a banda na música "Hymn for the weekend".

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.